Operadores de apostas esportivas lutam contra restrições na Alemanha

Ser capaz de encaixar o poker online, apostas desportivas e jogos online em geral dentro das leis governamentais de um país é um dos maiores desafios que a indústria enfrenta hoje.

Há alguns anos, e especialmente durante a pandemia do COVID-19, os governos nacionais têm prestado atenção especial à forma como seus cidadãos se envolvem com jogos de azar online. O jogo responsável e o jogo patológico são os principais fatores que estão ditando as novas leis.

No que diz respeito ao poker online, o problema está resolvido no Brasil, já que a modalidade é reconhecida como jogo de habilidade. Em outors países, porém, é classificada como um jogo de azar e, portanto, e regida pelos mesmos regulamentos das apostas.

Até agora, sempre foi uma luta de mão única, com poderes governamentais impondo sanções ao setor, mas agora isso parece estar mudando ao redor do mundo.

Recentemente, foi divulgada a notícia de que 33 operadores de apostas esportivas e jogos de azar, em uma cidade na Alemanha , lançaram uma ação coletiva contra o alto nível de restrições colocadas no mercado.

«Essas restrições podem levar os jogadores a procurar sites perigosos no exterior que possam estar operando ilegalmente», disse Mathias Dahms , porta-voz da Associação Alemã de Jogos de Azar.

Outro dos argumentos da ação se baseia na queda nos lucros desse setor. De 9,8 milhões de dólares passaram para 8,2 milhões de dólares após a implementação do regulamento que, entre outras questões, limita a 1.000 euros por mês o que os utilizadores podem utilizar em todas as plataformas.

Author: Brandy Lawrence